Opinião

BIPP fala-nos sobre Inovação social no seu programa Semear

Semear

Inovação Social e o Programa Semear

O Semear[1] é um programa de capacitação e integração sócio profissional de jovens adultos com necessidades especiais, no sector agrícola e actividades relacionadas, constituindo-se como uma solução integrada que responde aos seguintes desafios sociais: i) Insuficiência de respostas inclusivas para adultos com necessidades especiais nos grandes centros; ii) Desemprego 2,5 vezes superior à média nacional para PCDI[2]; iii) Dependência de subsídios da maioria das pessoas com deficiência; iv) Incapacidade das famílias de exercer uma actividade profissional para cuidar dos seus filhos.

O Semear assume-se como um programa inovador, desde o seu início, pois é pioneiro na inclusão de jovens com necessidades especiais, a partir de um centro universitário, o ISA – Instituto Superior de Agronomia, sendo esta uma aposta estratégica tendo em conta o impacto que pretende: integrar sócio-profissionalmente jovens com necessidades especiais, mudando a consciência social acerca da deficiência e abolindo preconceitos e discriminação social. Assim, o programa surge da identificação de oportunidades de mercado, do reconhecimento de competências pouco valorizadas em pessoas com necessidades especiais, e da necessidade de criar respostas activas.

A inovação social é um pilar do Semear, assente em 4 elementos distintivos:

1) Abordagem dignificante dos jovens com necessidades especiais: capacitação e autonomização pessoal e profissional com formação certificada, reconhecendo o seu contributo ativo na sociedade.

2) Abordagem sistémica: a importância da família e empregadores para o sucesso da integração profissional dos jovens abrangidos, diferenciando-se das intervenções que se centram no indivíduo e dão pouco suporte à sua rede de apoio.

3) Diferente das respostas prevalecentes no país, o programa vai além das atividades ocupacionais e criará a médio-prazo postos de trabalho remunerados como solução mais permanente para as necessidades desta população.

4) Lógica de continuidade: sustentabilidade financeira[3], através de negócio social envolvendo vários parceiros, assumindo-se como uma resposta intersectorial e colaborativa e de fácil replicação noutras regiões.

Atualmente, o Semear encontra-se a preparar a criação de um negócio social na área da exploração e comercialização de produtos agrícolas, que irá integrar parte dos formandos (outra parte será integrada em empresas do sector parceiras).

A inovação social não é apenas um conceito emergente, é uma necessidade para entidades que, como o BIPP, pretendem ter um forte impacto na sociedade e ser, simultaneamente, sustentáveis.

Ana Quintela

BIPP – Semear

[1] O Semear é um programa desenvolvido pelo BIPP, uma IPSS tem como missão implementar projectos destinados à inclusão de cidadãos com deficiência na sociedade.
[2] SOUSA, Jerónimo et al (2007), Mais Qualidade de Vida para as Pessoas com Deficiências e Incapacidades, CRPG, Vila Nova de Gaia
[3] O arranque do Semear foi possível devido ao apoio do BPI Capacitar, Programa Cidadania Ativa – Gulbenkian, e a vários donativos, parte deles em género.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s