“O papel das Fundações para o Investimento Social com Impacto” por Henrique Sim-Sim
Opinião

“O papel das Fundações para o Investimento Social com Impacto” por Henrique Sim-Sim

As Fundações são, segundo a definição do Centro Português de Fundações, organizações sem fins lucrativos criadas por iniciativa de uma ou mais pessoas físicas ou jurídicas (fundadores) para a gestão de uma massa patrimonial que lhe é cedida definitivamente pelos fundadores e que deve ser substancialmente preservada, para a satisfação de certas finalidades de interesse … Continue reading

A Busy Angels diz-nos quais as principais lições retiradas dos investimentos em startups sociais
Opinião

A Busy Angels diz-nos quais as principais lições retiradas dos investimentos em startups sociais

Antes de mais é importante referir que as lições que irei elencar de seguida centram-se nos negócios sociais “tipo startup” uma vez que são a tipologia de negócios que conheço devido à minha actividade na Busy Angels e com os quais tenho vindo a colaborar directamente e a investir no passado recente. Genericamente (e de … Continue reading

“Avaliação de Impacto e a inutilidade de tentar criar um standard” por Paulo Teixeira
Opinião

“Avaliação de Impacto e a inutilidade de tentar criar um standard” por Paulo Teixeira

Logframe em avaliação no terreno (Guiné Bissau) A avaliação de impacto é o tema que mais apaixona neste momento o mundo da avaliação e avaliadores um pouco por todo o mundo. Assim como antes na discussão qualitativo vs quantitativo é em torno da complexa questão da avaliação de impacto que hoje se centram os mais … Continue reading

BIPP fala-nos sobre Inovação social no seu programa Semear
Opinião

BIPP fala-nos sobre Inovação social no seu programa Semear

Inovação Social e o Programa Semear O Semear[1] é um programa de capacitação e integração sócio profissional de jovens adultos com necessidades especiais, no sector agrícola e actividades relacionadas, constituindo-se como uma solução integrada que responde aos seguintes desafios sociais: i) Insuficiência de respostas inclusivas para adultos com necessidades especiais nos grandes centros; ii) Desemprego 2,5 vezes … Continue reading

“É urgente mudar de paradigma de financiamento” – por Rita Louro da Fundação Gil
Opinião

“É urgente mudar de paradigma de financiamento” – por Rita Louro da Fundação Gil

  O enfraquecimento da intervenção do Estado na delineação de soluções capazes de ultrapassar os diversos desafios colocados à sociedade portuguesa, tem reforçado o papel das mais de 50 mil instituições que se dedicam à criação de valor social nas diferentes comunidades que servem. A importância do trabalho desenvolvido por estas instituições tem sido fundamental … Continue reading

O que os Investidores Sociais procuram – por Filipe Portela da Fundação Mais
news / Opinião

O que os Investidores Sociais procuram – por Filipe Portela da Fundação Mais

  Segundo o dicionário Priberam da Língua Portuguesa in·ves·ti·dor – adjectivo e substantivo masculino Que ou quem investe. in·ves·ti·men·to – substantivo masculino Acto ou efeito de investir. in·ves·tir – verbo intransitivo Atirar-se impetuosamente (contra alguém ou alguma coisa). Dar a investidura (de alguma coisa) a. Atacar, acometer. Empregar (capitais)Motejar; meter à bulha.   Uma interpretação … Continue reading

Laboratório de Investimento Social fala-nos sobre o lançamento do Primeiro Título de Impacto Social em Portugal!
news / Opinião

Laboratório de Investimento Social fala-nos sobre o lançamento do Primeiro Título de Impacto Social em Portugal!

Ainda agora começou e já anuncia excelentes conquistas – 2015 é o ano do lançamento do primeiro Título de Impacto Social em Portugal. Os Títulos de Impacto Social (TIS) são uma das várias formas de financiamento que esta nova ótica de financiamento de iniciativas de inovação social traz. O Investimento Social pressupõe a aplicação de … Continue reading

“Vivemos em Portugal um tempo de viragem no domínio da intervenção social!”
Opinião

“Vivemos em Portugal um tempo de viragem no domínio da intervenção social!”

O reconhecimento da crescente complexidade dos problemas sociais, a redução do apoio financeiro público e a oportunidade de envolver o setor empresarial nesta área, no âmbito da responsabilidade social, exigem por parte das instituições de economia social uma alteração profunda de paradigma. Os sinais desta mudança já se fazem sentir há alguns anos, mas o … Continue reading