Projetos ASII

O projeto ASII, ao longo do seu período de implementação e tendo como objetivo o desenvolvimento de instrumentos de investimento social de modo a impulsionar este novo mercado em Portugal, colaborou com os seguintes 3 projetos:

 

CDI: Centro de Inclusão Digital

cdi

 

Setor de atuação: Educação e Inserção

CDI é uma organização não-lucrativa que se dedica a promover a inclusão social, literacia digital e o desenvolvimento comunitário através das Tecnologias da Comunicação & Informação.

O CDI Portugal gere hoje sete projectos, todos localizados junto de zonas socialmente problemáticas, onde desenvolve actividades de envolvimento das comunidades locais, em, procurando através dos Centros de Inclusão Digital formar jovens e dinamizar a sua integração social, afastando-os de actividades problemáticas e evitando o risco de exclusão social.

Descrição da intervenção: O projecto do CDI Portugal irá criar um conjunto de centros formação e reparação de componentes eletrónicos em contexto de estabelecimento prisional.

O impacto previsto: Espera-se que i) 10% dos reclusos sejam reintegrados nestes centros de formação e reparação após o fim da sua pena; ii) redução da taxa de reincidência em 10%

Instrumento financeiro: Equity e Quasi Equity

 http://cdi.org.pt/

 

QE: Quinta Essência

QE

Setor de atuação: Deficiência e Inserção

A Associação QE, Uma Nova Linguagem para a Incapacidade, é uma IPSS que tem como missão a promoção da qualidade de vida e o desenvolvimento do pleno potencial de pessoas com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais, maiores do que 16 anos de idade. Actualmente, a Associação QE contempla duas respostas sociais: o Centro de Desenvolvimento (valência de Centro de Actividades Ocupacionais) e Residências (valência de Lar Residencial para Pessoas com Deficiência).

Descrição da intervenção: O projecto consiste na duplicação da capacidade de alojamento da QE por forma a dar resposta às solicitações, passando de 24 para 48 camas, acompanhada do respectivo aumento da capacidade dos centros ocupacionais. Isso envolve a construção de dois pavilhões semelhantes aos que já existem.

O impacto previsto: Espera-se que mais 24 pessoas tenham acesso a este serviço;

10% a mais de pessoas com deficiência empregadas  pois as condições do ensino na QE proporcionam um melhor acesso ao emprego do que alternativas (entidades congéneres ou família)

 

Instrumento financeiro: Equity, Quasi Equity e dívida

http://quintaessencia.pt/

 

 

Fundação O Século

 F.seculo

 Setor de atuação: Educação

A Fundação “O Século” é uma instituição constituída em 1998 para dar continuidade a um dos mais emblemáticos projectos de intervenção social: a Colónia Balnear Infantil do jornal “O Século”, iniciada em 1927.Desenvolve a sua acção sobre duas áreas: i) Intervenção Social – Constitui a acção core da instituição, e nela enquadram-se um total de 15 valências sociais e ii) Desenvolvimento de actividades de empreendedorismo social – Com o objectivo de criar meios alternativos de financiamento da sua Obra Social e visando a sua sustentabilidade.

Descrição da intervenção: Constituição de 3 unidades de intervenção: i) Escola -aumentará a oferta escolar da região e criar uma oportunidade para que crianças de meios mais desfavorecidos possam ter acesso ao ensino de qualidade, através de propinas a custo efectivo 0; II) Lar – procurará criar condições de vida com qualidade para os idosos e do combate ao isolamento, propondo também uma mensalidade mais baixa para os idosos com menores rendimentos e ATL – pretende dar resposta aos pais que procuram ocupações práticas para os tempos livres de crianças e jovens.

O impacto previsto: Espera-se que 300 crianças e 35 idosos tenham acesso a estes serviços.

Instrumento financeiro: Equity e Quasi Equity

http://oseculo.pt/